Total de visualizações de página

Translate

quinta-feira, 11 de abril de 2013

*** EXTRAÇÃO DE SI ***

Da alma profunda geografia;
Todo sentimento, abstrata cirurgia;
Amor, Dor, tristeza ou Horror...
Pode-se em um papel em branco:
O sangue da história de vida Enxugar.
Anestesia marcas em meio delirar:
Á baixo abismo
Á cima nuvens tocar.
Essência que permite verdade
Na dualidade do "Corpo" do texto...
/ Sou o Texto / A carne/ A metade/
"A poesia á Aflorar."
Sangra a cada incisão / Cortes...
Verte pelos poros/ Escorre...
Sentimentos engolidos/ Não acreditar...
Arranca do coração pedaços
Aliviando pensamentos em ebulição;
Um corte preciso e consciente
Cirurgicamente extraindo da alma...
Continua no corpo pulsar.
Há vida do amor no coração...
Esteriliza para o novo:
As marcas da dor, contração...
Do tempo que de fora para dentro cicatriza:
Reanimando/ Esta é a Vida...
Outra & nova paixão.
"Volto à Poesia respirar!"

Aut.: ***Jaqueline Lopes***



4 comentários:

Celina Vasques disse...

Amei cada linha de teu blogger! Quero deixar aqui meus aplausos pra ti com muito carinho e te dizer que a tua sensibilidade e talento estão nas pontas de teus dedos regidos por tua alma linda! Parabéns!

Celina Vasques disse...

Meus aplausos Poeta! Amei teu blogger e teus escritos!
Sensibilidade e talento aqui aflorados!

Celina Vasques disse...

Meus aplausos Poeta! Amei teu blogger e teus escritos!
Sensibilidade e talento aqui aflorados!

Selamento Térmico Capilar disse...

Sinto-te na essência das palavras, onde cada ponto final revela-se um começo!
Parabéns!